Meios de comunicação

Meios de Comunicação

A comunicação do candidato deve recorrer a suportes pagos e não pagos.

Através dos suportes pagos, o candidato comunica diretamente com os eleitores, uma vez que o material é produzido e divulgado sobre a orientação dele e da sua estrutura. Com o advento da comunicação digital, estes têm vindo a ganhar terreno. A principal desvantagem deste tipo de suportes é que têm que ser pagos.

Os suportes não pagos, em princípio, não são controláveis pelo candidato, uma vez que falamos dos media independentes, que se pautam pela independência editorial e liberdade dos seus jornalistas. Possuem uma boa capacidade de massificar e gozam de elevada credibilidade. O seu principal inconveniente é que não são controlados pelo candidato. Nas últimas décadas, têm tido uma relevância primordial em todas as eleições que se têm realizado em Portugal.

De entre os meios de comunicação pagos, a internet tem vindo a ganhar exponencialmente espaço na comunicação política.

No mundo da internet, o email marketing foi dos meios que mais cedo se manifestou e tem sido extremamente utilizado  com eficácia, uma vez que permite selecionar e segmentar os eleitores, permite um contacto frequente e metódico, possibilita a personalização da mensagem e não necessita de grandes recursos financeiros nem humanos para ser produzido e divulgado.

email marketing

O Facebook tem vindo a ganhar rapidamente o estatuto de meio de comunicação por excelência no mundo da internet. Ao permitir compartilhar, criar grupos, interagir com outras redes e colocar publicidade este meio torna-se fundamental para comunicar o candidato e a sua mensagem.

No mundo digital, e tendo em conta a internet mobile, o Twitter tem vindo a conquistar uma posição relevante não só para comunicar com os media, mas para comunicar com os leitores. A mensagem deve ser comunicada até 140 caracteres e, por esta razão, é muito rápido e direto. A mensagem deve estruturar-se por Trending Topics.

O Youtube é o canal que de excelência de disponibilização e partilha de vídeos. O seu layout é simples e objetivo e, independentemente da mensagem que se pretenda divulgar, se uma imagem vale por mil palavras um vídeo pode valer mais. Através do vídeo o candidato não só divulga, como pode educar os eleitores.

facebook - twitter - youtube

Fora do mundo da comunicação digital, destacaremos três meios, por razões diferentes entre si.

A TV continua, ainda, a ser o meio ao qual qualquer candidato anseia poder chegar, fundamentalmente pela sua capacidade massificadora e de credibilidade.

Uma boa presença na TV, como de resto nos outros meios de comunicação não pagos, exige uma preparação adequada e com apoio de profissionais. O candidato deve evitar gravatas garridas, braceletes e outros objetos que façam “ruído”. Para ter sucesso na TV, o candidato deve dar respostas curtas e diretas, privar-se de argumentos longos, evitar gestos bruscos e expansivos e adotar uma postura de conversa informal, como se estivesse na sala com o telespectador.

O candidato deve prestar muita atenção aos famosos “sound bites”. São simples de recordar e frequentemente partilhados pelos jornalistas e bloggers. Todavia, apesar destes serem poderosos para comunicar em TV, se o candidato não for experiente e tiver bastante à vontade para falar em público, os “sound bites” podem ser a morte do artista.

Falar em público

Outdoors e cartazes são, ainda, dos meios mais utilizados. São bastante semelhantes, variam nas dimensões e, embora estejam a perder espaço, nas eleições autárquicas constituem-se como peça fundamental, uma vez que permitem fixar a imagem do candidato e passar o slogan de campanha. São meios relativamente caros.

Faixas, panos, bonés, sacos de plástico, autocolantes, entre outros – nestes materiais consta apenas o nome ou o slogan do candidato. Se integrar outra mensagem, esta deve ser curta.

Este material é produzido em função do eleitorado que se pretende atingir e dos locais onde vai ser distribuído ou colocado. Nas eleições autárquicas, estes meios de comunicação são muito significativos.

Mãos à obra

  • 3/ Dez_ 2016
PARTILHE
  1. Responder

    Wow! Great thngiikn! JK

Adicionar um comentário

Marketing Político
Marketing digital
Estudos de opinião e sondagens
Falar em público
Quero ser Presidente

Artigos relacionados

Como conhecer o eleitorado

Como conhecer o eleitorado

Após saber quantos votos necessitamos para poder exercer o cargo sem depender de terceiras forças…
Conhecer o eleitorado

Conhecer o eleitorado

Tendo em linha de conta o método de Hondt, utilizado em Portugal nas eleições legislativas…