Comunicação política digital

Comunicação politica digital

O efeito da internet nas campanhas presidenciais de Barack Obama em 2008 e 2012, e em algumas campanhas políticas que ocorreram em Portugal nos últimos quatro anos, leva a que nenhum candidato à presidência de uma autarquia o ignore na sua campanha em 2017.

Para ter sucesso numa campanha autárquica promovida na internet é fundamental não cometer erros.

Frequentemente se comete o erro de preparar uma campanha de marketing político digital copiando a papel químico as linhas de uma campanha tradicional. Este erro deve ser evitado, a campanha não funcionará.

Outro erro frequente é inundar a página oficial de Facebook com posts, de maior ou menor carga emotiva e pessoal, sem uma estratégia de complementaridade de meios ou canais e respetivos conteúdos.

A Internet tem regras próprias.

Na web o processo de convencimento é muito mais subtil e elaborado que no processo de comunicação tradicional. É necessário promover a interatividade estimulando o envolvimento com o eleitor, levando a que o nosso candidato seja percecionado com diferenças significativas em relação aos outros candidatos.

web

Blogs, Twitter, Facebook e email são conhecidamente canais que permitem interação entre as pessoas e uma campanha nas redes sociais deve considerar obrigatoriamente a sua complementaridade. Descarregar meros posts ou conteúdos num ou outro canal ou mesmo em todos, sem uma mensagem integrada numa estratégia de comunicação, pode produzir alguns likes, que satisfaçam alguns egos, todavia, não passará disso mesmo.

Numa campanha política na internet é fundamental conquistar o interesse do eleitor, em vez de o “comprar” com promessas veiculadas em posts divulgados indiscriminadamente no facebook ou outro canal anteriormente referido.

O inbound marketing é uma metodologia que visa captar a atenção do eleitor através da divulgação de conteúdos do seu interesse, melhorando a estrutura do sítio e a sua divulgação no Google Adwords. Quando trabalhado com seriedade e comprometimento, o inbound torna-se um forte aliado na construção da credibilidade do candidato.

inbound marketing politico

A estratégia de inbound marketing considera três tipos de usuários:

  • Visitantes (todos os eleitores e potenciais visitantes do site do candidato);
  • Leads (eleitores/visitantes registados na base de dados do candidato);
  • Potenciais votantes no candidato.

Numa campanha eleitoral digital é fundamental captar a atenção do eleitor (potencial visitante), através das redes sociais (Blogs, Twitter, Facebook e email), para o website do candidato. Neste processo é fundamental conceber conteúdos atrativos e úteis para a vida do eleitor. Os conteúdos devem refletir as causas defendidas pelo candidato (ex. Paulo Morais orientou a comunicação digital para a corrupção, a sua causa principal).

Depois de captar a atenção é fundamentar levar o eleitor a disponibilizar os seus dados pessoais e a partilhar os seus canais de comunicação digital com o candidato. Quando possuir estes dados, o candidato deve enviar para os eleitores (leads)  informação útil para a sua vida diária, informação essa que se enquadre com as estratégias e propostas do candidato, ajudando o eleitor a fundamentar as suas opiniões.

Aos eleitores que disponibilizam a sua informação e manifestaram interesse nas propostas do candidato é necessário fidelizá-los, convertê-los em potenciais votantes. Devemos enviar informação (conteúdos) que levem o eleitor a concluir que o nosso candidato é a melhor opção política.

marketing politico digital

De tudo o que foi abordado, concluímos que é fundamental atingir o público-alvo (eleitores potenciais votantes) através dos vários canais de comunicação. Aparecer ou não aparecer no Google pode ser o elemento fundamental para o sucesso de uma campanha.

Uma estratégia de SEO no marketing político digital consiste em orientar a comunicação para potencializar o público-alvo, ou seja visa conseguir a melhor colocação possível no Google e restantes canais para a mensagem do candidato, desde o seu nome ou assuntos relacionados com as suas áreas de atuação. Uma boa estratégia de SEO será como a cereja no topo do bolo para uma campanha de marketing político.

Para saber mais consulte os websites www.ipom.pt e www.ena.pt.

Mãos à obra

  • 2/ Dez_ 2016
PARTILHE
  1. Responder

    Great stfuf, you helped me out so much!

Adicionar um comentário

Marketing Político
Marketing digital
Estudos de opinião e sondagens
Falar em público
Quero ser Presidente

Artigos relacionados

Como conhecer o eleitorado

Como conhecer o eleitorado

Após saber quantos votos necessitamos para poder exercer o cargo sem depender de terceiras forças…
Conceber a mensagem

Conceber a mensagem

A mensagem é a componente estratégica mais importante de uma campanha eleitoral. O que o…